As Doenças de Pele do Bebê

A pele do bebê é muito frágil, muito sensível a diversos fatores, provocando manifestações clínicas. Cuidar da pele da criança é tão importante como tratar de qualquer órgão, como os pulmões e o fígado. As manifestações clínicas mais comuns na pele dos bebês são as  assaduras, ou dermatites de fralda; as brotoejas e os eczemas (dermatite atópica, dermatite seborreica, dermatite de contato, dermatite bacteriana e dermatite micótica).

ASSADURAS:

A principal causa das assaduras é a reação à amônia. Em 90% dos casos é causada pela dermatite de contato, resultante da reação entre a ureia eliminada e o bacilo fecal (Bacillus ammoniagenes). A urina torna-se fortemente alcalina, liberando amônia. Outros fatores que atuam na predisposição às assaduras são a predisposição familiar, crianças cuja pele possui gordura excessiva, fraldas feitas de plástico, borracha ou tecidos sintéticos, o contato demorado com urina e fezes, fraldas de tecido impermeável, sabões que possam provocar alergias, dieta com excesso de proteína.

Para evitar este problema, troque a fralda do bebê sempre que possível e use um creme contra assaduras a cada troca. Jamais deixe o bebê com a fralda suja por muito tempo! Cada bebê possui uma melhor resposta a um determinado creme. Os meus dois filhos sempre foram muito bem com hipoglós. Se o problema persistir, lave o bumbum do bebê de duas a três vezes ao dia e pergunte ao pediatra sobre algum outro medicamento a ser utilizado. Não limpe a pele do bebê com gaze, pois ela pode agredir. Se for utilizar água morna, limpe sempre com um algodão. Também não esfregue muito os lenços umedecidos na hora das trocas de fralda.

BROTOEJAS:

brotoeja

A pele da criança é muito sensível ao calor e à falta de ventilação, assim como ao contato com certos tecidos à base de naylon, seda e lã. estes fatores podem causar um eritema muito incômodo devido à coceira, que deixa o bebê manhoso e irritado, ou seja, as brotoejas. O maior perigo das brotoejas é a sensibilidade de se infectar pelo estafilococo ou estreptococo quando a criança se coçar e machucar a pele.

As brotoejas costumam se precipitadas pelo uso excessivo de roupas, exposições demoradas ao sol, banhos quentes prolongados, surtos febris, uso de substâncias químicas que contenham óleo, deitar o bebê diretamente sobre o impermeável, ambiente quente e úmido.

Para evitar brotoejas, você manter o bebê em local fresco e ventilado, com roupas leves e evitar plásticos ou tecidos impermeáveis sobre a cama. O uso de uma esteirinha entre o lençol e o impermeável é aconselhado. O tratamento consiste em dois ou três banhos por dia e na aplicação de pasta d’água, loção de calamina ou óxido de zinco, como o famoso Cutisanol e  uso de roupas frescas e leves, feitas de algodão.

ECZEMA:

Qualquer irritação da pele que apresentar vermelhidão áspera, úmida, seca ou escamosa, com formação ou não de bolhas é chamada de eczema. O bebê que apresenta manifestações alérgicas da pele deve ser tratado com maior atenção, evitando infecções ou agravamento das lesões. Nesse sentido, deve-se evitar vestir o bebê e quem o segura com tecidos sintéticos, sendo permitido somente o algodão puro, evitar o contato com  animais peludos e evitar beijar o rosto do bebê caso ele tenha lesões na face.

Entre os eczemas, a dermatite atópica ou atopia de pele é a que divide com a bronquite a maior parte dos fenômenos alérgicos infantis. A lesão é caracterizada por nódulos e bolinhas sobre uma base avermelhada, localizadas principalmente na face, dobras das pernas e dos braços. A atopia de pele está fortemente ligada ao fator hereditário, sendo mais frequente em crianças cujos pais são alérgicos e possuem asma, enxaqueca, colite, eczemas ou rinite. Ao contrário da bronquite asmática, o eczema tem forte tendência a desaparecer entre os dois ou três anos de idade, mas pode persistir além dos cinco ou seis anos. Concomitantemente a criança pode apresentar asma ou rinite alérgica. Os fatores que podem agravar a atopia são o calor, o frio, mudanças bruscas de temperatura, transpiração, certos alimentos, tecidos sintéticos, óleos gordurosos e fatores emocionais. Como tratamento o uso de cremes à base de cortisona é indicado, mas somente o pediatra é que poderá avaliar se ele é necessário e prescrevê-lo.

A dermatite do couro cabeludo aparece nas primeiras semanas de vida do bebê, com manifestações inflamatórias de cor avermelhada, escamosa no couro cabeludo e nas sobrancelhas. Ela não apresenta coceira e o bebê não fica irritado, além disso costumam desaparecer antes de o bebê completar o seu primeiro ano de vida. O tratamento adequado só pode ser prescrito pelo pediatra.

A dermatite de contato, assim como o próprio nome diz, é o eczema causado pelo contato com algum agente alergênico como certos tecidos, perfumes ou detergentes.

A dermatite bacteriana e micótica são lesões secundárias causadas por infecção da lesão previamente existente por bactérias ou fungos e o tratamento só pode ser indicado e prescrito pelo pediatra.

Meus dois filhos têm atopia de pele. No caso da minha filha, a lesão é nas pernas e o cloro da piscina agrava bastante o problema. Quando a lesão fica pior só conseguimos tratá-la com Elidel. No cao do meu filho, a lesão é na face e portanto não podemos usar o Elidel. Como ainda é suave, só hidratamos preventivamente para não agravar, com Fisiogel e melhora bastante.

15 thoughts on “As Doenças de Pele do Bebê

  • 18 de agosto de 2017 at 20:57
    Permalink

    Interessante!
    Vou passar esse blog para minhas amigas mamães s2

    Reply
  • 12 de junho de 2018 at 18:07
    Permalink

    Achei muito importante este artigo, saber mais sobre as doenças de pele de nossos pequenos é de extrema importância.

    Reply
  • 27 de julho de 2018 at 11:30
    Permalink

    Realmente pele de bebê é muito sensível e delicada, por isto estes cuidados são fundamentas para protegermos nossos pequenos, também vou indicar este post para minhas amigas por que muitas coisas não sabemos!

    Reply
  • 3 de junho de 2019 at 5:25
    Permalink

    A pele do bebê é algo delicado e sensivel…meu netinho depois de 3 semnas apareceu com um pequeno problemas na pele… mas graças a deus ja foi resolvido

    Reply
  • 24 de julho de 2019 at 23:38
    Permalink

    A pele dos bebês é mesmo muito sensível… Meu bebê sofre com brotoejas no tempo quente :/

    Reply
  • 25 de julho de 2019 at 15:56
    Permalink

    Muito Obrigada pelas dicas ! Meu sobrinho nasceu faz 2 semanas, irei passar o site para ela ver !!

    Reply
  • 6 de junho de 2020 at 17:42
    Permalink

    Puxa, sinceramente nunca pensei sobre isso, artigo muito prestativo contribuiu muito me trouxe bastante esclarecimentos principalmente sobre os ECZEMAS, essas pequenas irritações na pele, bem esclarecedor, parabéns!
    valter postado recentemente…Plano DentalMy Profile

    Reply
  • 12 de janeiro de 2021 at 19:19
    Permalink

    Meu bebê esteve com eczema tentei de tudo mas não tive resultado mais prático e permanente como tive com o colar de âmbar. Super recomendo

    Reply
  • 17 de junho de 2021 at 17:21
    Permalink

    Muito Bom!
    Posso direcionar este tema dentro das minhas redes sociais para as futuras mamaes, ou mesmo aquelas que estao passando por algum tipo de dificuldade?

    Reply
  • 29 de agosto de 2021 at 22:43
    Permalink

    Será que a clindamicina pode resovel problema de pele nos bebês?

    Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CommentLuv badge