Viajando com Seu Filho

Viajando de Avião:

O bebê recém-nascido, antes de completar sete dias, não deve viajar de avião, pois  antes de sete dias de vida, o mecanismo respiratório do bebê não está firmemente estabelecido para suportar qualquer dificuldade quanto à altura durante o voo. é preferível viajar depois de quinze dias completos, somente em avião de cabine pressurizada. Após os quinze dias, estão contra-indicados para viagem de avião, bebês e crianças com doenças contagiosas, com anemia (menos de três milhões de glóbulos e de 8,5g de hemoglobina), com doenças mentais, com doenças cardíacas não controladas, com doenças dos olhos por traumatismo ou por convalescença de intervenção cirúrgica ocular, crianças com epilepsia, pois as alterações na pressurização do avião, com diminuição de oxigênio, podem acarretar crises epilépticas.

A mudança na pressão atmosférica provoca a barotite média, que é a inflamação traumática do ouvido médio, causada pelo aumento ou pela diminuição da pressão neste local em relação ao ambiente externo, causando uma queda na ventilação do ouvido médio. Bebês e crianças resfriados são os mais predispostos durante a inflamação e o edema (inchação) das vias respiratórias do nariz e da garganta. Para melhorar a aeração você pode tentar dar à criança uma chupeta ou uma mamadeira com água, chá ou suco de frutas, exatamente quando o avião estiver decolando ou pousando. Se a criança chorar, devido à compressão da membrana do tímpano, isso pode favorecer a aeração, tornando a pressão igual entre o ouvido médio e o ambiente externo.

Em turbulências, o medo e a ansiedade, além do efeito linear vertical sobre o labirinto, predispõem ao enjoo.Medicamentos que inibem o mal-estar podem ser tomados meia hora antes da partida do avião para que tenham resultado durante o voo.

Seguem alguns conselhos úteis para evitar esses enjoos viagens para crianças que enjoam, seja de carro, avião ou barco:

  • Evite oferecer refeições pesadas antes de viajar. Ofereça somente uma fruta, um biscoito, chá ou um suco puro;
  • Mantenha uma janela entreaberta no veículo;
  • Não fume durante a viagem;
  • Não comece a viagem logo após a refeição, deixe a criança brincar por meia hora antes da partida;
  • Não faça curvas em velocidade;
  • Pergunte ao pediatra sobre um remédio anti-enjoo que possa ser dado antes da viagem e tenha-o em mãos;
  • Pare para descansar a cada uma hora e meia ou duas horas, por dez minutos pelo menos;
  • Leve balas ou bolachas secas, e tenha água gelada para oferecer quando a criança pedir.

Viajando de Carro:

viajar-com-bebê

No primeiro ano de vida é fácil para o bebê ser transportado de carro, mas de um a quatro anos torna-se mais difícil devido à inquietude e maior facilidade de o cansaço prejudicar a criança.

Tente viajar bem cedo pela manhã, a fim de evitar o sol ou calor mais forte durante a viagem. O interior do carro deve ser moderadamente ventilado, evitando o confinamento mas também a ventilação exagerada.

Bebês e crianças jamais podem viajar no banco da frente, devem ser sempre colocados em cadeirinhas ou no bebê conforto, no banco de trás. Até um ano de idade, o bebê deve viajar sentado de costas para evitar lesões no seu pescoço. É bom que neste caso um adulto viaje à trás, sentado ao lado do bebê. Após um ano de idade, a criança já pode viajar em uma cadeira própria para o seu peso e idade, sentada virada para frente. Você deve sempre seguir todas as instruções do fabricante quanto ao peso e idade do bebê, forma de fixação da cadeira no carro e de prender o cinto da criança, para que ela viaje com segurança.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge