Azia durante a gravidez, como evitar ou amenizar este sintoma?

Passada a fase de enjôos, que geralmente acaba no final do primeiro trimestre da gravidez, e a fase de tranquilidade que você vive durante o segundo trimestre da gravidez, juntamente com o terceiro trimestre da gravidez vem a fase de azias, que podem causar tanto desconforto quanto os enjôos….

O aparecimento da azia durante a gravidez deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais próprias desta fase.

Primeiro, o espaço cada vez maior que o útero ocupa faz com que o estômago e o intestino sofram uma grande pressão e, consequentemente, a digestão se torne ainda mais lenta. Esta pressão sobre estômago e o consequente desenvolvimento de gases fazem com que a comida volte esôfago acima, causando a queimação.

Segundo, as alterações hormonais durante a gravidez provocam grandes mudanças no organismo da mulher. Neste caso em particular, o aumento do nível da progesterona leva a um relaxamento generalizado dos órgãos, nomeadamente do esfíncter esofágico inferior – válvula situada entre o estômago e o esôfago. Embora se encontre normalmente bem fechado, o relaxamento deste órgão provocado pela variação dos níveis de progesterona também faz com que conteúdo do estômago volte para o esôfago, levando à irritação característica da azia.

Para evitar ou aliviar a azia durante a gravidez, algumas medidas são necessárias, como por exemplo:

1- Alimentar-se de forma moderada e regular, com intervalos de no máximo 3 horas entre as refeições, com porções não muito grandes para que o estômago não fique muito cheio mas também não fique vazio ao longo do dia. Além disso mastigue bem os alimentos para ajudar a digestão e não beba muito líquido durante as refeições;

2-Evitar alimentos gordurosos, pois estes costumam ficar mais tempo no estômago, provocando um aumento na produção dos ácidos estomacais;

3- Evitar alimentos que já sejam ácidos como frutas cítricas, tomate, pimenta, pois podem piorar os sintomas de queimação;

4- Evitar alimentos que contenham cafeína, pois ela relaxa ainda mais o esfíncter do estômago, piorando o quadro. Portanto o chocolate é um vilão muito forte para a gestante com azia. além disso, já é recomendado evitar cafeína durante a gravidez como um todopois ela aumenta o risco de aborto ou baixo peso do bebê;

5- Evitar alimentos muito quentes, pois estes expandem o estômago e podem aumentar a abertura do esfíncter já dilatado;

6- Faça a última refeição pelo menos 2 horas entes de dormir e não coma nada muito pesado à noite, pois o deitar a queimação pode aumentar com o retorno do suco gástrico pelo esôfago. Se puder faça um calço na cabeceira da cama para deixá-la um pouco inclinada e assim você não durma completamente na horizontal;

7- Finalmente, alguns alimentos são benéficos neste período, chegando a amenizar bem os sintomas, como mamão, maçã doce, banana, uva, bolacha água e sal, chá de camomila e erva-doce frios.

No meu caso os chás são grandes aliados no alívio da azia, pois são digestivos e calmantes, principalmente o de camomila, o de erva-doce e o de hortelã também. O de camomila em especial, acalma e ajuda a aliviar a ansiedade também. Se você tem azia, não deixe de tentar tomá-lo frio e ver o que acontece.

Se a azia for muito grave, como um refluxo mais forte, talvez seja necessário tomar algum medicamento, mas isso somente o seu obstetra poderá indicar para ajudá-la no melhor tratamento.

3 thoughts on “Azia durante a gravidez, como evitar ou amenizar este sintoma?

  • 11 de fevereiro de 2017 at 20:07
    Permalink

    Ótimas dicas! Devemos também ficar atentas a microbiota intestinal. Os probióticos (que são micróbios benéficos que podem ser consumidos como suplemento alimentar), são grandes aliados contra a azia.

    Reply
  • 16 de maio de 2018 at 16:48
    Permalink

    Adorei as dicas, obrigado. Voltarei para ler mais, há e parabéns pelo blog também.. 😉

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge